1 de fev de 2016

Resenha: No Mundo da Luna, Carina Rissi

No mundo da Luna (2015, 598 páginas, Editora Verus) é um daqueles livros que o leitor que curte o gênero passa o dia pensando nos personagens, no que vai acontecer, e quer voltar logo à leitura. Isso aconteceu comigo.

Luna acabou de se formar em jornalismo e trabalha como recepcionista numa revista feminina – dessas com dicas, uma única matéria séria para mostrar que as mulheres são inteligentes –, ela detesta seu trabalho, pois não se formou para ficar atendendo telefonemas e anotando recados a vida toda.

Para piorar, parece que seu chefe nem mesmo sabe da sua existência. Sempre que chega ao escritório a cumprimenta e diz “Bom dia, Clara”, e passa direto.

Um dia a sorte de Luna começa a mudar e ela é promovida para escrever a coluna de horóscopo – na verdade um tapa buraco, já que a revista passa por uma crise e não têm mais o que fazer. Só então o chefe carrancudo, Dante, a percebe e descobre que seu nome é Luna.

Assim a mocinha vai atrás de descobrir como montar um horóscopo decente. Recorre às suas raízes ciganas e consegue até um baralho muito velho e cheio de magia. Mas ela ainda não descobriu como fazer a leitura exatamente, por isso joga do seu jeito e acaba influenciando a vida de muitos.

Sem contar que Luna passa por um grande problema que é seu namorado, que a traía com a vizinha gostosa. E ela também faz algumas escolhas impulsivas.

Luna é a típica personagem complicada, querida, engraçada e muito desastrada. Isso faz parecer mais humana, pois quem não tem algum desses pontos, negativos ou positivos? Carina Rissi soube montar Luna, para odiar e amar como uma perfeita personagem de comédia romântica.

É interessante ver uma história tão boa quanto as comédias românticas de fora. Só encontrei alguns probleminhas de continuidade, como quando ela diz que saiu do banheiro e ele “já estava me esperando, barbeado e todo arrumado”, mas logo depois diz que “as pontinhas duras da barba que já começava a crescer fizeram cócegas” (não fica claro se alguma parte estava por fazer). Claro que nada que prejudique a história, mas me fez parar e voltar a leitura.

É uma ótima história que a gente sabe como vai se desenrolar e acabar, mas ainda assim quer ler, porque a escrita prende e nos faz sorrir. É indicada para quem gosta de comédias românticas. Fãs de Sophie Kinsella com certeza vão se divertir muito!

Li o ebook, através do programa Kindle Unlimited da Amazon, por isso o número de páginas é maior do que a versão impressa (476). Há o ebook com a entrevista de Luna, No mundo da Luna: a entrevista, grátis.

*****
ASIN: B00U2YNDPS
Ano: 2015
Páginas: 598
Idioma: português
Editora: Verus
*****


Skoob | Twitter | Facebook | Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por dividir sua opinião. Ela é muito importante para o crescimento do blog e de seus leitores.