12 de fev de 2013

Dica de leitura: Triste fim de Policarpo Quaresma - Lima Barreto

Publicado em 1911, este livro comprova a incompetência dos políticos brasileiros através dos tempos, o que lhe dá uma atualidade surpreendente e um caráter profético ao seu autor.
Clássico da literatura brasileira, Triste fim de Policarpo Quaresma denuncia os males da sociedade brasileira da época: a burocracia das repartições públicas, o clientelismo, a bajulação, a injustiça social, o problema da terra, etc.

Neste enredo surge um D. Quixote nacional, o Major Policarpo Quaresma. Visionário e patriota, o personagem encarna a luta pela grandeza do país. Um motivo mais do que suficiente para acabar muito mal...

Ao defender que o tupi se torne a língua nacional, é ridicularizado e depois internado como louco. Quando finalmente é solto, vai morar no campo e resolve transformar seu sítio em sede da reforma agrária. Apóia o marechal Floriano na Revolta da Armada mas é ignorado.

Uma sátira impiedosa do Brasil burocrático, atual e reconhecível apesar de referir-se a um momento histórico marcante.

*****
Editora: L&PM Pocket
ISBN: 8525408603
Ano: 1998
Páginas: 240
Skoob | L&PM Pocket | Domínio Público
*****

Sobre o autor
Afonso Henriques de Lima Barreto (1881-1922) nasceu no Rio de Janeiro. Mulato de origem humilde, iniciou em 1905 sua carreira jornalística. Embora não tenha sido reconhecido no seu tempo, tornou-se um clássico da literatura brasileira pela prosa envolvente, humor, realismo e generosa capacidade de expressar os problemas do povo. Escreveu, entre outros livros: Recordações do Escrivão Isaías Caminha, Os Bruzundangas e Vida e Morte de M. J. Gonzaga de Sá. Baixe as obras do autor que estão em Domínio Público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por dividir sua opinião. Ela é muito importante para o crescimento do blog e de seus leitores.